books


Um book de faces
Um buquet de fáceis
Ramalhete de fosseis deteriorados
Varias faces num sem book
                                            Book colecionável de mentiras
As faces são fakes
Se fakes nao são faces
São marcaras meras caras
E as caras são caras
Valem mais do que são
                                      São menos que podem ser
Riem quando choram
Quando choram ninguem vê
E o que se vê não se crê
Não se devia crer
São crenças faláciosas
Fala-se no vazio
E o vazio de tão cheio
Se propaga,
Se aumenta.
Vazio                    cheio?!
Não leem tudo mas respondem logo,
Julgam logo, condenam logo.
Tao logo esquecem, e o corpo la estendido
Com a face o rosto a cara
                à mostra na capa do livro
Esquecem que o livro não esquece,
Registra tudo, tudo usa
Usa à todos, e vende tudo e todos:
A cara, a vida, o vazio, a mascara, a voz, as mortes mil.
As fases de lembranças de boas ações e esquecimentos de condenações.
A capa do livro é digital, virtual.
As caras nas folhas são de
                                                     pau.
4-8-15
Anúncios

Deixe uma resposta, opine.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s