#Crônicas de um [quase] pai – 001


O mistério da vida

O feto que cresce

Os genes (pai+mãe) que se entrelaçam;

A ‘barriguinha’ que aparece

A mãe que ora sonha uma menina, ora um menino

Minhas mãos que na noite ‘fingem’ niná-lo já desde a barriga;

Sofrer as dores e náuseas da ‘gestantezinha’

Gozar suas vontades, uvas e temakis

Desejos que compartilhamos enquanto sonhamos acordados;

ultrassom2

ultrassom

Entrar na sala de exames junto e ver os membros que se formam

Ouvir (eu paralisado) o coraçãozinho que bate acelerando o meu

Segundos e imagens que se eternizam em mim;

Ser pai, ou quase, ser/ver o filho que nem sabe que o é

Vislumbrar o que o Abba disse (minha tradução):

“antes que te conhecesse ou estivesse formado, eu te amei e desejei, meu filho”.

Thiago [quase] pai.

SP. 08/fev/2013

Anúncios

Deixe uma resposta, opine.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s